As mulheres brasileiras com quem conversei, casadas com dinamarqueses, todas foram unânimes (e eu me incluo nessa) em afirmar que os homens dinamarqueses são muito fiéis quando amam.

Outra característica interessante é a divisão de papéis: no Brasil, há uma divisão muito clara e sexual dos papéis desempenhados por homens e mulheres.

Desde o meu texto Casando no reino eu tenho recebido, toda semana, contato de brasileiros interessados nos procedimentos para casar com dinamarqueses e também mensagens perguntando sobre relacionamento entre brasileiros e dinamarqueses.

malasia dating-22malasia dating-74

Malasia dating thesinglesdatingbootcamp com

Nos casos em que a mulher é dinamarquesa, homens com perfil mais controlador tendem a ter sucesso, e aí os brasileiros também têm sua vez garantida.

Nos casos de relacionamentos homoafetivos, pelo fato de haver um canal de diálogo aberto e fluente entre os parceiros, muitos casais conseguem encontrar equilíbrio, apesar das diferenças culturais.

e sexualidade à flor da pele que atraem os dinamarqueses.

Os homens da Dinamarca são menos machistas e controladores e mais calmos, tranquilos, tímidos e passivos que os homens do Brasil.

A visão dinamarquesa do sexo é mais liberal e sem amarras morais religiosas. A Dinamarca foi o primeiro país do mundo a legalizar a pornografia e um dos pioneiros a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo – inclusive na igreja.

Topless é permitido, assim como a prostituição é um trabalho regulamentado por lei.

Enquanto no Brasil se espera do homem que ele seja o provedor da casa, trabalhando para manter a família e da mulher, que seja a rainha do lar e cuide do marido e dos filhos – muitas vezes sozinha, ainda que tenha um emprego fora – na Dinamarca tanto o homem quanto a mulher são igualmente responsáveis pela família e pela manutenção da casa e das tarefas do dia-a-dia como lavar a louça, cozinhar, limpar a casa, levar e buscar as crianças na escola, supervisionar o dever de casa e educar.

Essa distribuição igualitária de papéis tem ligação direta com o caráter feminino dessa sociedade.

), portanto, o lance é ser diplomático na hora de expor um ponto de vista.

Pode ser que você diga o que está sentindo e o silêncio domine a sala, mas nunca espere uma reação histérica ou exacerbadamente emocional da parte deles.

E segundo a opinião de alguns dinamarqueses que consultei, as mulheres daqui são mais enérgicas, irritam-se com facilidade e têm mais necessidade de estar no controle da situação, o que acaba fazendo com que elas se cansem dos seus parceiros pacatos e estejam sempre em busca de novidades.